Newsletter
Nome:
E-mail:

Artigos

| TI24x7 Cursos Online

O que é AJAX

21/03/2011

Algumas pessoas possuem dúvidas sobre o que é o AJAX e o que ele faz. Neste artigo, vamos apresentar a história do AJAX e enterder o que ele realmente é.

Conceito

AJAX (Asynchronous JavaScript and XML) consiste em um grupo de tecnologias relacionadas voltado para o desenvolvimento web a fim de criar uma aplicação interativa. Com o seu uso, as aplicações web podem recuperar dados do servidor de forma assíncrona em segundo plano sem interferir com a apresentação do comportamento existente da página. Os dados são geralmente recuperados utilizando o objeto XMLHttpRequest. Apesar do nome, o uso do XML é desnecessário, e os pedidos não precisam necessariamente ser assíncronos.

Como DHTML ou LAMP, o AJAX não é uma tecnologia, mas um grupo de tecnologias. O AJAX usa uma combinação de HTML e CSS para marcar as informações de estilo. O DOM é acessado por JavaScript para exibir e permitir que o usuário interaja com as informações apresentadas dinamicamente. O JavaScript e objeto XMLHttpRequest fornecem métodos para a troca de dados e de forma assíncrona entre o navegador e o servidor para evitar o re-carregamento de páginas por inteiro.

História do AJAX

Na década de 90, a maioria dos sites eram baseadas em páginas puramente feitas em HTML e a cada ação feita pelo usuário, era necessário recarregar a página por completo a partir do servidor. Esse processo provou-se ser ineficiente, no que tange a experiência do usuário: todo o conteúdo da página desaparece e reaparece posteriormente em cada ação executada e etc. Cada vez que uma página era recarregada, devido uma mudança parcial, todo o conteúdo precisava ser recarregado ao invés de recarregar apenas a informação que mudou. Esse método sempre que executado, enviava uma carga desnecessária ao servidor consumindo excessivamente a banda.

O carregamento de conteúdos de forma assíncrona, tornou-se prática quando o JAVA introduziu os applets na primeira versão da linguagem em 1995. Estes, possibilitavam que o código compilado no lado do cliente fosse carregado de forma assíncrona no servidor depois que uma página web estivesse carregada. Em 1996, o Internet Explorer apresentou o elemento HTML iFrame que permitiu também o carregamento assíncrono de dados. Em 1999, a Microsoft criou o controle XMLHTTP ActiveX para o Internet Explorer 5 que posteriormente foi adotado por outros navegadores como o Mozilla, Safari, Opera e outros como objeto JavaScript XMLHttpRequest. Na versão do Internet Explorer 7, a Microsoft adotou o modelo XMLHttpRequest nativamente mas o ActiveX continuou sendo suportado. Com isso, os utilitários que comunicam com o servidor através do protocolo HTTP e as tecnologias assíncronas para web, ficaram em banho-maria até que ela re-surgiu em grande escala em aplicações online como o Outlook Web Access em 2000 e o Oddpost em 2002. Posteriormente, o Google fez uma ampla implantação do AJAX no Gmail em 2004 e no Google Maps em 2005.

O termo AJAX em si, foi cunhado em 18 de fevereiro de 2005 por Jessé James Garret em um artigo intitulado: AJAX: Uma nova abordagem para aplicações web.

Então em 05 de abril de 2006, a World Wide Web Consortium (W3C) lançou o primeiro projeto de especificação do objeto XMLHttpRequest em uma tentativa de se criar um padrão para a web.

Tecnologias

O termo AJAX representa um grupo de tecnologias que podem ser utilizadas para a implementação de aplicações web que se comunicam com o servidor em segundo plano, sem interferir no estado atual da página. As tecnologias incorporadas são:

  • HTML ou XHTML e CSS para a apresentação.
  • Document Object Model (DOM) para a exposição e dinâmica de interação com dados.
  • XML para o intercâmbio de dados e XSLT para a sua manipulação.
  • O objeto XMLHttpRequest para a comunicação assíncrona.
  • JavaScript para unir essas tecnologias em um conjunto.

Desde então, tem havido uma série de incrementos nas nessas tecnologias usadas para a aplicação AJAX. Em particular, foi observado que o Java Script não é a única linguagem de scripts do lado do cliente que pode ser usado para a implementação de aplicações AJAX, outras linguagens como o VBScript também é capaz de trabalhar fazendo o mesmo tipo de requisição. No entanto, o JavaScript é a linguagem mais popular para AJAX devido a sua inclusão e compatibilidade com a maioria dos navegadores modernos. Além disso, o XML não é necessário para o intercâmbio de dados e portanto o XSLT não é necessário para a manipulação dos dados. O JavaSCript Object Notation (JSON) é frequentemente utilizado como um formato alternativo para o intercâmbio de dados, embora outros formatos como o HTML pré-formatado ou textos simples, também podem ser utilizados.

Conclusão

Com a WEB 2.0 e sites com interfaces ricas, o AJAX entra como condição fundamental para que essas tecnologias se tornem viáveis no mercado. Independente da tecnologia empregada, o AJAX com certeza faz parte dos requisitos básicos para esta finalidade!



Colunista

Fabrizio Rodrigues

Graduado em Tecnologia, Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Possui cursos Microsoft 2278/2192A, 4994A, 2956B, 2542A, 2543B, e 2544A. Trabalha com desenvolvimento de sistemas na linguagem C# e utiliza tecnologias como JavaScript, jQuery e SilverLight. Experiência em desenvolvimento de sistemas para governos na área da construção civil. Atualmente trabalha como Desenvolvedor WEB em um empresa na área de Segurança Digital Tributária.
© Copyright 2011 - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo deste site.
Como Funciona Formas de Pagamento Logo Ebit Compra Segura

TI 24x7 - O Maior portal de cursos online especializado em TI do Brasil